Edna Stradioto expõe aquarelas no metrô

Edna Stradioto expõe aquarelas no metrô

 

11/05/2018 – 19h16min

GRATIDÃO NA PALETA

Edna Stradioto expõe aquarelas no metrô

Obras da artista também estão circulando por galerias da Europa

Mara Sousa 11/5/2018Artista plástica Edna Stradioto apresenta suas obras na Europa por meio de parceria com a curadora Ângela de Oliveira
Artista plástica Edna Stradioto apresenta suas obras na Europa por meio de parceria com a curadora Ângela de Oliveira

Artista plástica que tem a aquarela como principal forma de expressão, Edna Stradioto participa do Linha da Cultura, programa voltado para produções artístico-culturais realizadas no metrô de São Paulo. Até o final do mês, na estação República, ela apresenta uma série de 11 aquarelas que tem a gratidão como tema.

A escolha do tema deve-se a um drama pessoal vivido pela aquarelista de Rio Preto em 2016, o ano da morte de seu pai. “Passei por um processo de luto dolorido. Fiquei até sem pintar por um período, pois tinha que viajar periodicamente com o meu pai para São Paulo. Depois de sua morte, não tinha condições emocionais para pintar”, recorda.

A reviravolta deu-se em julho do ano passado, quando Edna decidiu embarcar para a Espanha, para fazer um workshop de aquarela como uma das principais referências desse estilo na atualidade: a aquarelista italiana Agnes Cecile. “Ela é uma artista que eu idolatro. Foi excepcional conhecê-la pessoalmente. No fim do workshop, ela me disse: ‘Ao voltar para o Brasil, quero que pinte você mesma até se cansar’. Era o incentivo que precisava naquele momento”, conta.

O sentimento de gratidão ganhou ainda mais força em Portugal, onde Edna foi visitar uma amiga após o workshop na Espanha. “Era época da celebração do centenário de Fátima. Quando entrei na cidade, dei de cara com a catedral e me senti tocada por Nossa Senhora. Um filme da minha vida passou pela minha cabeça. Chorei de felicidade e gratidão.”

Para retratar a gratidão na série de 11 aquarelas, que, na verdade, são 11 autorretratos, a artista de Rio Preto explorou o ar como representação simbólica. “Busquei criar narrativas visuais. Cada obra é repleta de simbologia”, diz.

Internacional

Além da exposição no metrô de São Paulo, Edna também circula com suas obras pela Europa. Tratam-se das primeiras ações da parceria firmada com a curadora Ângela de Oliveira, que mantém uma rede de contatos internacionais para a divulgação da produção artística brasileira.

Duas aquarelas de sua produção artística estão sendo apresentadas em galerias da Europa, ao lado de obras de outros artistas brasileiros. A exposição já passou por Roma e Viena, seguindo agora para Paris, mais precisamente no Carrossel do Louvre, galeria ligada ao Museu do Louvre. “As obras também serão levadas para galerias de Amsterdã, Londres, Caiscais e Genebra”, enumera.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.